Ajuda que chega no momento certo

Instituições públicas e privadas têm recursos e capacitação disponíveis para quem pretende

Carolina Dall'Olio,

29 Junho 2011 | 04h40

Falta de dinheiro não serve como desculpa para a ausência de inovação nas pequenas e médias empresas. Diversas instituições que apoiam o empreendedorismo ofecerem não apenas recursos financeiros para quem decide inovar, como também capacitação e consultoria gerencial.

Hoje, um grande volume de capital destinado a empresas inovadoras vem de fundos de investimentos. Eles contemplam tanto empreendimentos iniciais, em que o modelo de negócio ainda se resume a uma ideia, como empresas já consolidadas.

Em 2009, por exemplo, cerca de US$ 36 bilhões foram aplicados pelos fundos em empresas nacionais. E, pelo potencial de crescimento que a economia brasileira apresenta, eles continuam interessados em investir seu dinheiro no País.

Quem não quer ter um fundo como sócio pode contar com a ajuda do governo. Sebrae e Finep oferecem desde programas financiados com recursos que não precisam ser reembolsados até linhas de crédito com juros que vão de zero a 8% ao ano (veja mais detalhes ao lado). Só com o novo programa Sebraetec, o governo pretende destinar R$ 409 milhões em quatro anos para pequenos Negócios.

Há ainda as entidades sem fins lucrativos, como a Endeavor e a Anprotec, em que o apoio não passa pelo caixa da empresa.

Na Endeavor, os empreendedores contam com a consultoria de grandes empresários do setor em que atuam. Já a Anprotec oferece capacitação e possui também uma rede de incubadoras com a infraestrutura necessária para acolher as empresas enquanto elas não lançam seus produtos e decolam.

O caminho das pedras

Onde conseguir auxílio para a inovação

Sebrae

No Sebraetec, as empresas podem inscrever desde projetos de eficiência energética até protótipos de novos produtos. O custo do projeto deve variar entre R$ 10 mil e R$ 600 mil. O Sebrae arca com 50% do valor. www.sebrae.com.br.

Endeavor

O Instituto Empreender Endeavor apoia empresas com grande potencial de crescimento e possibilidade de gerar emprego e renda. Os selecionados recebem capacitação e contam com o apoio de profissionais renomados na gestão.www.endeavor.org.br.

Finep

Na Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), é possível captar recursos não reembolsáveis ou acessar linhas de crédito com juros de no máximo 8% ao ano. O custo varia de acordo com o tamanho da empresa. www.finep.gov.br.

ABVCAP

A Associação Brasileira de Private Equity e Venture Capital (ABVCAP) reúne os fundos de investimentos que atuam no Brasil e possui um site que relata o perfil de cada um deles para facilitar a busca de parceiros a projetos inovadores. www.abvcap.com.br.

CNPQ

Para o empreendedor que deseja aprimorar seus conhecimentos e desenvolver pesquisa científica, o CNPQ oferece bolsas de estudo de até R$ 5,2 mil por mês. A prioridade é para o incentivo à inovação. www. cnpq.br.

Anprotec

A Associação Nacional de Entidades Promotoras de Empreendimentos Inovadores representa cerca de 400 incubadoras no País, onde empresários recebem infraestrutura, capacitação técnica e também administrativa. www.anprotec.org.br.

Mais conteúdo sobre:
pequenas médias empresas

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.