Al Qaeda na África diz ter decapitado refém francês, relata agência

A ramificação norte-africana da Al Qaeda afirmou ter decapitado um refém francês em retaliação à intervenção da França no Mali, afirmou nesta terça-feira a agência de notícias ANI, da Mauritânia, citando um porta-voz do grupo.

Reuters

19 de março de 2013 | 21h28

Segundo a ANI, que tem laços estreitos com militantes islâmicos, a agência recebeu uma ligação do porta-voz do grupo dizendo que Philippe Verdon havia sido decapitado em 10 de março "em resposta à intervenção militar francesa no norte do Mali".

Verdon era um dos dois reféns franceses sequestrados na cidade de Hombori, no norte do Mali, em novembro de 2011. O Ministério das Relações Exteriores francês não quis comentar.

(Reportagem de Laurent Prieur e John Irish)

Tudo o que sabemos sobre:
MALIFRANCESMATA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.