Alckmin diz que PDV do Metrô é apenas um estudo

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, afirmou nesta terça-feira, 08, que o plano de demissão voluntária (PDV) no Metrô de São Paulo é "apenas um estudo" e ainda não está definido. O PDV seria uma forma de lidar com os efeitos do congelamento neste ano do preço da tarifa em R$ 3.

BEATRIZ BULLA E RICARDO CHAPOLA, Agência Estado

08 Outubro 2013 | 13h25

Questionado se a ausência de PDV representaria aumento da tarifa no próximo ano, Alckmin respondeu que "não tem nenhuma decisão em relação à tarifa". "É um assunto para ser discutido ano que vem e vai depender da inflação", disse.

"Em relação à demissão, não tem nenhum programa de demissão no Metrô, o que existe é que periodicamente você faz PDV para quem quer sair. É demissão voluntária, quem quiser sair tem um estímulo. Mas nem isso está definido, é apenas um estudo", completou Alckmin.

Mais conteúdo sobre:
Metrô SP tarifa PDV

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.