Alckmin diz que SP ainda vai melhorar muito no Ideb

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin (PSDB), disse nesta quarta-feira que pretende "melhorar ainda muito" o desempenho do Estado, no Índice de desenvolvimento da Educação Básica (Ideb). Considerando a rede estadual, o Ideb paulista saltou de 3,6 para 3,9 no ensino médio, segundo melhor desempenho do País, perdendo apenas para o estado de Santa Catarina, onde a rede pública registrou Ideb 4. A média nacional do índice da rede pública no ensino médio manteve-se estagnada em 3,4.

RAFAEL MORAES MOURA, Agência Estado

15 de agosto de 2012 | 15h26

"Toda a nossa prioridade será para o ensino médio, porque esse é o desafio mundial. São Paulo cresceu, éramos o quarto Estado no ranking, hoje somos segundo, só perdemos para Santa Catarina, que é um Estado menor", afirmou Alckmin, que participou nesta quarta-feira da cerimônia de lançamento do programa de concessão de rodovias e ferrovias, em Brasília.

O governador destacou como prioridade a formação de professores, a reestruturação curricular e a combinação de ensino médio com técnico para incrementar o desempenho no ensino médio.

Segundo Alckmin, as melhores escolas paulistas não entraram no Ideb. "Não entraram no ensino médio nossas melhores escolas, porque é o seguinte: o Centro Paula Souza tem ensino médio, mas eles não participam, porque não são da Secretaria de Educação. São da Secretaria de Ciência e Tecnologia", afirmou.

Mais conteúdo sobre:
IDEBENSINO MÉDIOALCKMIN

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.