Alckmin e assina compromisso para modernizar hidrovia

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, destacou nesta quarta-feira, 23, os investimentos na hidrovia Tietê-Paraná, em São Paulo, que segundo ele trarão maior eficiência e redução de custos no transporte de cargas, não só em no Estado como também no Centro-Oeste. "É a hidrovia do Sudeste e do Centro-Oeste", destacou Alckmin. Ele afirmou ainda que o grande projeto previsto para a hidrovia é a sua ampliação até a cidade de Piracicaba, que representam mais 50 quilômetros de hidrovias.

RICARDO DELLA COLETTA, Agência Estado

23 Outubro 2013 | 11h57

O governador participou, nesta manhã, de assinatura de termos de compromisso entre os governos federal e estadual para aportes na modernização da hidrovia, no valor de R$ 136 milhões, que, segundo o ministro dos Transportes, César Borges, serão repassados "imediatamente". Esse valor se refere a cinco projetos que, segundo Alckmin, deverão ter suas obras concluídas de 10 a 20 meses.

De acordo com o governador, essa hidrovia serve, principalmente, para o transporte de grãos. O valor do prolongamento deverá ser de R$ 900 milhões (recursos federais e estaduais), segundo o governador, e a ampliação se insere num pacote de investimentos de R$ 1,5 bi, sendo R$ 600 milhões do Estado e o restante do Programa de Aceleração do Crescimento 2. Alckmin disse que a previsão é iniciar as obras de ampliação da hidrovia no ano que vem e a previsão de duração dessas obras é de três anos.

Mais conteúdo sobre:
Alckmin hidrovia Tietê-Paraná

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.