Alckmin mostra disposição em manter a PM na USP

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, demonstrou que não está disposto a atender às reivindicações dos estudantes da USP, que ocuparam o prédio da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH), após um pequeno confronto com a Polícia Militar, que faz a guarda do campus. "A posição do governo é atender à USP", disse o governador. Ele acrescentou que isso implica em dar segurança às pessoas que frequentam o local.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.