Alckmin: não haverá aumento da tarifa do metrô

O governador do Estado de São Paulo, Geraldo Alckmin, se mostrou satisfeito na noite desta quarta-feira com o desfecho da greve dos transportes do Estado, que envolveu o metrô da cidade e trens da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM). Segundo ele, o aumento real para os metroviários ficou próximo da proposta do governo, de 1,5% e, que, portanto, não haverá aumento da tarifa do metrô para os usuários.

BIANCA RIBEIRO, Agência Estado

23 Maio 2012 | 21h07

Ele disse ainda que os trens da CPTM voltariam a funcionar normalmente a partir das 22 horas desta quarta-feira. "A greve não tinha sentido porque ainda estávamos em audiência. O prazo para o dissídio era até 31 de maio", reforçou. O governador participa do lançamento do arquivo digital do jornal O Estado de S. Paulo, em cerimônia no Auditório Ibirapuera, na capital paulista.

Mais conteúdo sobre:
transportegrevetarifareajuste

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.