Alckmin regulamenta jornada de servidores da Saúde

O governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, sancionou nesta sexta-feira, 18, a lei complementar nº 1.212, que regulamenta a jornada de trabalho dos servidores administrativos da Secretaria estadual de Saúde. Com a medida, cerca de 22 mil servidores administrativos poderão escolher entre jornadas de 30 ou 40 horas semanais.

CARLA ARAÚJO, Agência Estado

18 Outubro 2013 | 11h26

Aqueles que optarem pelas 30 horas não terão nenhum prejuízo salarial. Já os que escolherem as 40 horas receberão aumento de 25% sobre o valor do salário-base. O teto salarial, com a nova lei, chegará a R$ 5 mil.

"Uma remuneração justa é fundamental para motivar os profissionais", afirmou David Uip, secretário de Saúde do Estado.

A opção de escolha da jornada valerá para funcionários concursados, que não atuem em autarquias, e que possuam cargos de auxiliar de serviços gerais, oficial administrativo, oficial operacional, oficial sociocultural e analista administrativo, dentre outros.

Mais conteúdo sobre:
Alckminmédicos

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.