Alckmin: taxa de homicídio atinge nível aceito pela OMS

O governador Geraldo Alckmin (PSDB) anunciou hoje que, pela primeira vez, o índice de homicídios no Estado de São Paulo baixou para um nível tolerado pela Organização Mundial da Saúde (OMS). De acordo com ele, o índice no primeiro trimestre deste ano chegou a 9,52 por grupo de 100 mil habitantes, valor inferior ao nível de 10 aceito pela entidade.

GUSTAVO URIBE, Agência Estado

15 de abril de 2011 | 16h13

"O índice acima de 10 é considerado epidemia. Em São Paulo, pela primeira vez, atingimos menos de 10", afirmou Alckmin em evento na capital paulista, antecipando informação dos dados estatísticos de violência referentes ao primeiro trimestre que serão divulgados hoje pela Secretaria da Segurança Pública.

Em discurso após cerimônia de entrega de 50 veículos para a Rondas Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), o governador disse que houve queda de 18,9% no número de homicídios no Estado na comparação com o mesmo período de 2010. Segundo Alckmin, na capital paulista a redução foi de 41%. O governador disse que em 1999 o Estado atingiu a marca de 35,27 homicídios por grupo de 100 mil habitantes - pico da série histórica iniciada em 1996.

Alckmin voltou a destacar que, a partir de hoje, os indicadores serão divulgados mensalmente, 15 dias após o mês fechado, com informações detalhadas por distritos.

Mais conteúdo sobre:
segurançahomicídiosAlckminSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.