Alencar melhora de sangramento e recebe visita de Lula e Dilma

O vice-presidente José Alencar melhorou do sangramento no abdome, está acordado mas permanece na UTI, informou boletim médico do Hospital Sírio-Libanês nesta quinta-feira. Na quarta à noite, o hospital dizia que o estado de Alencar era "crítico".

REUTERS

23 de dezembro de 2010 | 12h42

Ele recebeu nesta manhã a visita do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e da presidente eleita Dilma Rousseff, que ficaram no hospital por cerca de 40 minutos e não deram entrevistas.

"O paciente apresentou melhora do quadro com redução importante do sangramento", informa o boletim.

Alencar foi submetido a uma cirurgia de urgência na quarta à noite para tentar tratar "uma hemorragia digestiva grave atribuída a tumor sangrante no intestino delgado".

No entanto, "devido a intensas aderências entre as alças intestinais e a parede abdominal não foi possível abordar o tumor", segundo o boletim.

A cirurgia, a 17a a que ele se submeteu nos últimos anos, durou três horas. Alencar, de 79 anos, voltou a ser internado na quarta, cinco dias depois de ter recebido alta. Ele havia ficado hospitalizado por 24 dias com um quadro de obstrução intestinal.

Alencar passou por uma cirurgia em 27 de novembro, quando foi retirado um segmento do intestino obstruído por tumores. Durante este período internado, ele realizou sessões de hemodiálise. Alencar luta contra um câncer na região abdominal há mais de dez anos.

(Por Carmen Munari)

Tudo o que sabemos sobre:
POLITICAALENCARRESPIRA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.