Alerj aprova em votação a libertação de Álvaro Lins

Por 40 votos a 15, os deputados estaduais reunidos em plenário na Assembléia Legislativa aprovaram o projeto de resolução 623/2008 que determina a libertação imediata do deputado estadual e ex-chefe de Polícia Civil Álvaro Lins (PMDB-RJ). A assessoria de comunicação da Alerj esclareceu que a edição extraordinária do Diário Oficial, distribuída momentos antes da sessão com o projeto de resolução, era apenas a convocação da sessão, mas adiantou que nova publicação do D.O. não será necessária para garantir a libertação de Lins.Para o ex-chefe de Polícia Civil deixar a cela na Polícia Federal basta apenas ofício da Casa, com a ata da sessão extraordinária e o projeto de resolução aprovado. O ofício seguiu para a superintendência da Polícia Federal (PF). Lins foi preso ontem, em flagrante, por agentes da PF, durante a Operação Segurança Pública S/A. A acusação é de lavagem de dinheiro.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.