Alibaba prevê que 30% das vendas do varejo chinês serão online

O Alibaba , maior empresa de e-commerce da China, acredita que 30 por cento das vendas varejistas chinesas serão feitas online nos próximos cinco anos, disse nesta quarta-feira o presidente de conselho do grupo, Jack Ma, em conferência.

Reuters

20 de março de 2013 | 10h12

Ma, que fundou o Alibaba em 1999 e desde então se tornou um dos nomes corporativos mais conhecidos da China, disse que a previsão se baseia em estimativas "conservadoras". Ele afirmou que os próximos cinco anos serão o período "dourado" para o comércio virtual na China.

(Por Lee Chyen Yee e Elzio Barreto)

Tudo o que sabemos sobre:
CONSUMOALIBABACHINA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.