Alterações são monitoradas

Segundo Sérgio Roberto Lopes, secretário de Regularização Fundiária na Amazônia, responsável pelo programa, há a preocupação de controlar qualquer alteração que haja nas áreas regularizadas. "Passamos nossa base de dados das propriedades para o Ibama, que monitora e nos informa", diz. Até hoje, nenhum título foi revogado. Sobre o caso específico da reportagem, disse que o Ibama ainda está elaborando o processo e que sem ele não tem como tomar nenhuma decisão.

O Estado de S.Paulo

10 de novembro de 2012 | 02h04

A reportagem não conseguiu localizar o proprietário Eleandro Perin para comentar a acusação. Sindicatos de trabalhadores rurais da região não o conhecem e a secretaria disse não ter seus contatos no registro do título. Explicou que, quando precisa fazer alguma notificação aos beneficiários, envia carta para o endereço da propriedade ou a publica em jornais locais. / G.G.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.