Altos são mais inteligentes, diz pesquisa

Análise de dados demográficos dos Estados Unidos e do Reino Unido realizada por duas pesquisadoras da Universidade Princeton, Anne Case e Christina Paxson, sugere que as pessoas mais altas - grupo que, estatisticamente, é mais bem remunerado e ocupa posições de maior destaque no mercado de trabalho - conseguem essas vantagens não por questão de maior auto-estima ou discriminação contra os mais baixos, mas porque são, de fato, mais inteligentes.As autoras afirmam que, já aos três anos de idade (antes, portanto, do início da atividade escolar), e durante toda a infância, crianças mais altas se saem melhor em testes cognitivos. As pesquisadoras encontram uma correlação de 70% entre altura na infância e na idade adulta, o que indica que a maioria das crianças mais altas serão adultos mais altos.Depois de relacionar altura e sucesso, Case e Paxson lembram que a altura é fortemente influenciada pela saúde do feto dentro do útero, e pela nutrição recebida pela criança nos primeiros três anos de vida. "O fato de a mãe fumar durante a gravidez é um fator de risco para o retardamento do crescimento", afirmam as autoras.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.