Aluna que criou blog de escola tem casa atacada

A casa da estudante Isadora Faber, de 13 anos, criadora do "Diário de Classe", página do Facebook que tem 353 mil seguidores e trata de problemas na escola da garota, em Santa Catarina, foi apedrejada ontem à noite. A avó da garota, de 65 anos, foi atingida na cabeça, de acordo com um post feito por Isadora. Ela chegou a publicar uma foto da idosa com os ferimentos na rede social. Segundo a aluna, sua família tem sido vítima de xenofobia. Os pais dela são gaúchos, mas moram em Florianópolis há 17 anos.

ESTADÃO.EDU, O Estado de S.Paulo

07 de novembro de 2012 | 02h03

"Temos casa própria e eu nasci aqui, sou mané (termo usado para designar os nativos de Florianópolis) da Carmela Dutra (maternidade da cidade), não sairemos de nossa casa. Xenofobia é crime e já esta sendo investigado", escreveu Isadora.

A blogueira também escreveu ontem um post em que diz ter sido ameaçada por um homem contratado para pintar a quadra da Escola Básica Maria Tomázia Coelho, onde estuda. Segundo ela, o pintor recebeu o dinheiro e não prestou o serviço.

Isadora afirma que o encarregado da pintura tem filhos na escola. "Ele e seu outro filho foram na escola para buscar sua filhinha, fizeram o maior escândalo comigo e meu pai, cercaram o carro. Ele estava querendo briga com o meu pai, dizendo que tinha de calar minha boca", relatou.

O pai de Isadora foi à delegacia prestar queixa. A blogueira, agora, cobra uma resposta da direção da escola. A reportagem não conseguiu contato com a Secretaria de Educação de Florianópolis depois das 22h30.

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.