Alunos invadem sede de fundação em Santa Maria-RS

Cerca de 60 estudantes invadiram hoje a sede da Fundação para o Desenvolvimento e o Aperfeiçoamento da Educação e da Cultura (Fundae), em Santa Maria, na região central do Rio Grande do Sul. Formado por acadêmicos das Universidades Federais de Santa Maria (UFSM) e do Rio Grande do Sul (UFRGS), o grupo entrou no prédio de manhã e manifestou a disposição de permanecer pelo menos até amanhã, quando espera ser recebido em audiência pelo ministro da Educação, Fernando Haddad, que viajará à cidade gaúcha para participar de um fórum de ensino. Os sete funcionários deixaram o trabalho e foram para suas casas.Os alunos querem chamar a atenção das autoridades para as supostas irregularidades cometidas por fundações de apoio a universidades em todo o País. Um porta-voz dos manifestantes disse que, em vez de captar e gerenciar recursos, as instituições desviam dinheiro público. A Fundae está envolvida numa fraude de R$ 44 milhões no Departamento Estadual de Trânsito (Detran). Ex-diretores da fundação respondem a um processo da Justiça pela acusação de superfaturamento de serviços prestados ao Detran. A direção da Fundae pediu a reintegração de posse da sede à Justiça. Até a tarde de hoje, nenhuma decisão não havia sido tomada. O abastecimento de água e energia foi cortado, mas os estudantes permaneciam no edifício.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.