Alunos recebem prova errada no Enade

Em Minas, exame dos estudantes de Farmácia foi entregue para os de Educação Física, que foram orientados a responder só as questões geral

Carlos Lordelo ESTADÃO.EDU, Marcelo Portela BELO HORIZONTE, O Estado de S.Paulo

23 de novembro de 2010 | 00h00

Alunos de Educação Física do Centro Universitário do Sul de Minas (Unis), em Varginha, receberam o caderno de provas do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (Enade) que deveria ser respondido por universitários de Farmácia. A instituição não oferece essa graduação.

O grupo de 48 alunos foi orientado pelos supervisores do exame a fazer apenas as dez questões de formação geral e deixar em branco os outros 30 itens de conhecimentos específicos.

Cerca de 650 mil universitários de 19 cursos prestaram o Enade anteontem. São convocados para fazer o exame estudantes do primeiro e último ano dos cursos a serem avaliados. Com a média das notas dos alunos, o Ministério da Educação calcula o conceito de cada escola.

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) - órgão ligado ao MEC responsável pelo exame - informou que analisará as ocorrências. "Todas as medidas pertinentes serão tomadas, sem prejuízo dos estudantes e instituições", afirma o Inep. Evans Filgueiras, gestor de Desenvolvimento Institucional da Unis, e Guilherme Eugênio van Keulen, coordenador de Educação Física, se reúnem hoje com o Inep e o MEC para discutir o problema.

Segundo o reitor da faculdade, Stefano Barra Gazzola, a melhor solução seria o ministério considerar a última avaliação do curso, feita em 2007. Outra possibilidade seria a aplicação de uma nova prova para os 48 estudantes prejudicados.

A aplicação do Enade ficou sob responsabilidade da Fundação Cesgranrio, que integra o consórcio que organizou o Enem 2010. O exame foi marcado por falhas de impressão e montagem de parte dos cadernos de questões e pelo cabeçalho trocado nos cartões-resposta do primeiro dia de provas.

A aluna de Educação Física Ingrid Dominguito, de 20 anos, afirma que se acostumou aos erros do MEC. "Fiz o Enem quando a prova foi furtada e agora, no Enade, enfrento novo problema."

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.