Alvará do Shopping West Plaza é cassado pela prefeitura

A Prefeitura de São Paulo cassou nesta terça-feira, 7, o alvará de funcionamento do Shopping West Plaza, localizado na Pompeia, zona oeste de São Paulo. Aberto em 1991, o empreendimento deve ser lacrado nos próximos dias. Entre as irregularidades, o shopping construiu área adicional de lojas sem informar o governo e deve mais de R$ 3 milhões em IPTU.

DIEGO ZANCHETTA E ADRIANA FERRAZ, Agência Estado

07 de agosto de 2012 | 14h00

O West Plaza também está sob investigação no Ministério Público Estadual, sob suspeita de ter pago propina para a empresa Engepoint, que oferecia serviços para intermediar a obtenção de alvarás na Prefeitura a empresas privadas. Os serviços da empresa teriam sido usados na regularização de documentos de todos os shoppings que são ou já foram administrados pelo grupo Brookfield, como o Pátio Higienópolis, o Raposo Shopping, o Paulista e o Vila Olímpia.

A área jurídica do shopping deve agora tentar obter uma liminar na Justiça para tentar impedir a interdição da Prefeitura. O espaço tem 111 mil metros quadrados e 218 lojas. A Prefeitura e o Ministério Público suspeitam que pelo menos 20 mil metros quadrados foram construídos de forma irregular, pois não constavam na planta original aprovada do shopping. O decreto que cassou o alvará do West Plaza foi publicado hoje no Diário Oficial da Cidade.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.