Amante de Marcos Matsunaga diz que não faz programas

Nathalia Vila Real Lima, de 24 anos, amante do executivo da Yoki, Marcos Kitano Matsunaga, assassinado em maio de 2012, prestou depoimento em juízo na quarta-feira (30). Diferentemente do que disse à polícia anteriormente, Nathalia negou que tenha se relacionado com ele como garota de programa. Disse que não recebia mesadas nem ganhou um carro do executivo - só a blindagem. Segundo o advogado dela, Roberto Parentoni, o depoimento foi "um tiro no pé da defesa", que tentou desqualificá-la. A defesa disse que foi obrigada a comprovar, com documentos, que Nathália se relacionou com Matsunaga como prostituta.

WILLIAM CARDOSO, Agência Estado

31 de janeiro de 2013 | 07h46

Tudo o que sabemos sobre:
Elize Matsunagacasoamante

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.