Ameaçada, madrasta é levada para o interior

Depois de passar o dia em uma cela improvisada na Penitenciária Feminina Sant?Ana, no Carandiru, zona norte da capital, Anna Carolina Jatobá foi transferida, às 22 horas desta quinta-feira, para a Penitenciária Feminina de Tremembé, no Vale do Paraíba. É o mesmo presídio onde cumpre pena Suzane Richthofen, condenada pela morte dos pais. O governo avaliou que havia risco para o Estado e para Anna Carolina se ela fosse mantida em Sant?Ana.A chegada de Anna Carolina a Sant?Ana, às 11 horas desta quinta-feira, foi marcada por tumulto e protestos. Ela foi levada até o local algemada, no compartimento de presos de uma viatura do Grupo de Operações Especiais (GOE). Assim que a madrasta de Isabella Nardoni - acusada de matar a menina junto com o marido, Alexandre Nardoni -, pisou no prédio da administração da unidade, as detentas bateram nas grades e gritaram: ?Assassina, assassina.?As presas não queriam Anna Carolina nem no seguro (isolamento), onde ficam as detentas juradas de morte. Por isso, a unidade reservou para ela uma sala no prédio da administração, perto do gabinete do diretor-geral, Maurício Guarnieri, longe das outras presas. Segundo elas, nessa sala já ficaram Kelly Samara, a ?bonequinha de luxo?, acusada de aplicar golpes nos Jardins, e a mulher do megatraficante Juan Carlos Abadía. A sala foi pintada especialmente para receber Anna Carolina.No local há banheiro com bacia de louça (não de cimento) e chuveiro quente. As informações são do O Estado de S. Paulo

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.