Ameaçado na Ferrari, Massa promete empenho máximo em 2012

O piloto brasileiro Felipe Massa prometeu empenho máximo na temporada de 2012 pela escuderia italiana Ferrari, apesar de estar ameaçado de demissão.

NICK MULVENNEY, REUTERS

15 Março 2012 | 09h40

O presidente da equipe, Luca Di Montezemolo, disse neste ano que o brasileiro receberá "as melhores condições para fazer um grande trabalho" e precisa corresponder à altura sob pena de perder sua vaga ao final da temporada.

Mas o que se viu nos testes da pré-temporada com o novo modelo F2012 não foram exatamente as "melhores condições", e o diretor técnico Pat Fry alertou que o pódio pode estar inacessível nas primeiras provas do ano.

"A única coisa que eu posso fazer é sair do carro 100 por cento feliz com o meu desempenho", disse Massa a jornalistas nesta quinta-feira num café de Melbourne, onde acontece o GP de abertura da temporada.

"Precisamos esperar e ver qual carro temos, e aí dar o melhor desempenho possível. É a única coisa que eu busco."

Massa, que estreou na categoria há dez anos no Albert Park, pela Sauber, não rende o mesmo que antes desde o grave acidente sofrido no GP da Hungria em 2009. Aos 30 anos, no entanto, ele diz que sua paixão pelo esporte e a ansiedade pela largada não diminuíram após 152 corridas.

"Estou muito animado, correr é o que eu amo fazer", disse ele. "Testar é muito importante, mas correr é realmente legal, com a competição, a qualificação, tudo."

Depois de ter ficado perto de ser campeão em 2008, quando perdeu o título para Lewis Hamilton na última curva da corrida, Massa não conseguiu subir ao pódio nem uma vez na temporada passada, e terminou o Mundial em sexto.

Mais conteúdo sobre:
F1MASSAFERRARI*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.