Amendoim: qualidade e safra farta

Clima ideal na colheita e alta tecnificação dos produtores paulistas elevaram produtividade de um grão de alto padrão

Fernanda Yoneya, O Estado de S.Paulo

02 de julho de 2008 | 01h54

Favorecida principalmente pelo clima, a recém-colhida safra de amendoim animou os produtores paulistas, responsáveis por 75% da produção nacional. Além do clima, a tecnificação das propriedades também contribuiu para a boa produtividade e para a ótima qualidade do produto in natura.O plantio da oleaginosa é feito normalmente para a renovação dos canaviais, pois o amendoim é a cultura que mais deixa nutrientes no solo para aproveitamento da cana. ''Este ano, o principal aliado foi o clima, pois o manejo correto dispensado à lavoura tem sido constante'', diz o agrônomo Jair Marcon, da Casa de Agricultura de Dumont (SP).Marcon explica que as floradas do amendoim dependem de boa umidade, mas que não pode chover na colheita. ''Choveu em março, na hora certa, o que ajudou a elevar a produtividade em até 20%. Tanto a variedade vermelha como a branca produziram bem'', afirma.Dumont fica na região de Ribeirão Preto (SP), uma das principais áreas produtoras de amendoim, com 20 mil hectares. A maioria dos produtores da região terminou a colheita em maio, mas houve quem colheu até o início de junho. Segundo Marcon, a produtividade na região variou de 180 a 200 sacas de 25 quilos de amendoim em casca/hectare, ante 150 sacas/hectare obtidas na safra passada.ESTOQUES ZERADOSAlém da produtividade maior, Marcon diz que o preço está bom, porque 2007 terminou com os estoques praticamente zerados. ''No ano passado o consumo foi alto, houve boa demanda e as indústrias de doces e cerealistas já estavam procurando amendoim'', afirma. Agora, o consumo também está estimulado pelas festas juninas e a saca está cotada entre R$ 28 e R$ 34, segundo o agrônomo. ''No ano passado o preço já estava bom, o que animou o pessoal.''O superintendente da Cooperativa dos Plantadores de Cana da Zona do Guariba (Coplana), José Arimatéa Calsaverini, classifica a safra de amendoim como excepcional. ''Graças ao clima, ao bom manejo da lavoura e à tecnificação, o amendoim ficou maior, com qualidade excelente e alta produtividade'', diz. A filial da cooperativa em Jaboticabal (SP) é a maior processadora e exportadora de amendoim do Brasil. ''A média de produtividade da região, a maior região produtora, alcançou até 200 sacas/hectare.''''Este ano o clima ajudou'', diz o produtor Valter Agostinho, de Dumont. Ele, que plantou 170 hectares, obteve produtividade 15% maior em relação à safra passada. ''Colhi, em média, 128 sacas/hectare.''Do total produzido, Agostinho destina 15% da safra para fábricas de doces de Dumont, 45% para a própria beneficiadora, que debulha, seleciona, padroniza a produção e vende para outros Estados, e o restante vai para a produção de sementes certificadas.VERMELHO E BRANCOMetade da lavoura de Agostinho é ocupada com amendoim vermelho e a outra metade com a variedade branca, mais barata. O preço do amendoim vermelho, conta, oscilou, de janeiro até agora, de R$ 28 a R$ 35/saca. É um valor satisfatório para um custo de produção de R$ 2.500/hectare, calcula. Já o preço recebido pelo amendoim branco, cujo custo de produção é 12% menor, variou de R$ 22 a R$ 26.O produtor Walter Aparecido Luiz de Souza, de Jaboticabal (SP), também colheu bem este ano. Ele plantou 600 hectares de amendoim rasteiro, obteve produtividade média de 200 sacas/hectare, ante 170 sacas/hectare em 2007. ''O amendoim teve bom enchimento de grãos e ficou maior, mais pesado.'' Toda a produção de Souza foi para a cooperativa. ''Este ano, o preço estava em R$ 25/saca, ante R$ 22/saca no ano passado.''Segundo o 9º Levantamento de Grãos 2007/2008 da Conab, a produção brasileira de amendoim é estimada em 287.300 toneladas, volume 27,3% maior em comparação à safra passada. Segundo a Abicab, deste total, 36% são casca. Do volume restante, 183 mil toneladas, 10 mil toneladas viram sementes; 50 mil toneladas são exportadas para Europa e Ásia; 20 mil toneladas são destinadas para a produção de óleo e 103 mil toneladas são usadas pela indústria de doces e confeitos.Em São Paulo, maior Estado produtor, a área cultivada aumentou 12,9%, passando de 72 mil hectares para 81.300 hectares, segundo a Conab.A produtividade também cresceu. Passou de 2.408 quilos/hectare para 2.707 quilos/hectare. A produção total da safra paulista este ano é estimada em 220 mil toneladas.Números287,3mil toneladas de amendoim é a produção total estimada para o Brasil para a safra 2007/2008, segundo a Conab220mil toneladas de amendoim é a produção estimada para o Estado de São Paulo, que representa 75% da safra nacional81.300hectares foi a área plantada com a oleaginosa no Estado de São Paulo na safra 2007/2008, segundo a Conab200sacas/hectare foi a produtividade média obtida em Jaboticabal eDumont (SP), as principais regiões produtoras em SP

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.