Americana admite punir filha de 2 anos com lavagem a jato

A mãe afirma que jorrou o jato de água para 'acalmar' a filha de um ataque histérico

Da BBC Brasil, BBC

07 de março de 2008 | 09h10

A polícia da cidade de Orlando, no Estado da Flórida, Estados Unidos, está investigando o caso de uma mulher que usou uma mangueira de pressão para "punir" a filha de 2 anos com um forte jarro de água em um lava-carros. O incidente ocorreu no dia 24 de fevereiro e foi descoberto depois que a proprietária do lava-carros, Marlene Diaz, viu as imagens ao rever as fitas do circuito interno de televisão e levou o caso para a polícia. O caso chamou a atenção da mídia nacional e internacional depois que a mãe, cuja identidade não é revelada, confirmou que a mulher que aparecia na fita era mesmo ela. Em entrevista ao jornal local Orlando Sentinel, o sargento John Allen, da unidade de abuso infantil da polícia, afirmou que ao ser questionada sobre a razão de jorrar o jato de água na criança, a mãe respondeu que era para "acalmá-la de um ataque histérico". Segundo o sargento, a mãe afirmou ainda que esta seria a primeira vez que ela levou a criança para um lava-carros, mas que já havia usado sprays e castigos para punir a menina em casa. Allen disse ao jornal que a criança foi examinada e "não apresenta nenhum ferimento aparente". O Departamento de Crianças e Família optou por não tirar a criança de casa. Uma porta-voz da polícia, Susan Soto, disse ao Orlando Sentinel que os policiais não prenderam ninguém mas que a investigação continua. Além da mãe da criança, as imagens mostravam que outra mulher, ainda desconhecida, participou do incidente. A polícia da região fez um apelo à comunidade para comunicar qualquer informação que possam ter sobre a mulher, a criança ou a mãe para ajudar nas investigações.   BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.