Americano de agência de ajuda é morto no Paquistão

Grupo armado e mascarado cercou carro de funcionário na cidade de Peshawar.

Da BBC Brasil, BBC

12 Novembro 2008 | 14h03

Um funcionário de uma agência de ajuda americana e seu motorista foram mortos por atiradores na cidade de Peshawar, no oeste do Paquistão.Segundo testemunhas, os dois foram mortos por homens mascarados com rifles automáticos em frente ao escritório onde trabalhavam na Cidade Universitária de Peshawar, um bairro rico da cidade.O grupo de homens mascarados cercou o carro onde estavam as vítimas em uma rua estreita, utilizando o próprio veículo.Um porta-voz da embaixada americana em Islamabad confirmou que a vítima era um cidadão americano, mas não divulgou o nome da vítima até que um familiar seja informado e revelou apenas que não era um diplomata e nem estava em viagem oficial.A polícia afirmou que o americano trabalhava em um projeto custeado pelos Estados Unidos para ajudar a desenvolver a área tribal do Paquistão, uma grande região do país que atualmente está sob o controle de militantes.SegurançaDe acordo com o correspondente da BBC em Islamabad, Mark Dummett, a situação da segurança no Paquistão piorou nos últimos anos porque militantes do Talebã dominam uma grande região no noroeste do país.Dummett afirma que é mais comum que atentados suicidas de militantes no Paquistão tenham como alvo militares ou integrantes do governo.Em agosto, atiradores atacaram o carro de uma diplomata americana em Peshawar, mas ela sobreviveu sem ferimentos. Mas, segundo o correspondente, ataques contra estrangeiros são raros. No Afeganistão, que faz fronteira com o Paquistão, funcionários de agências humanitárias e outros estrangeiros foram alvo de ataques nos últimos meses.No noroeste do Paquistão, dois agentes das forças de segurança do país foram mortos e outros ficaram feridos nesta quarta-feira.Um militante suicida jogou um carro cheio de explosivos contra um acampamento temporário das forças de segurança em Shabqadar, a 25 quilômetros ao norte de Peshawar.BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.