Americano leva energia solar a kibutz em Israel }

Graças ao calor intenso que sentiu ao visitar um kibutz no Deserto de Arava, no sul de Israel, em 2006, Yosef Abramowitz, um empreendedor de Boston, nos Estados Unidos, teve a ideia de investir no ramo da energia solar. Assim nasceu a Arava Power Company, que se tornou o principal provedor de energia solar em Israel.

O Estado de S.Paulo

24 Abril 2012 | 03h03

Após mais de cinco anos de luta contra a burocracia, a empresa transformou uma área de 81 mil metros quadrados na periferia do kibutz em um conjunto de 18,6 mil painéis fotovoltaicos vindos da China, que transformam a luz do Sol em energia elétrica.

Em vez de fumaça, ouve-se apenas um baixo zumbido, e a cerca do local tem pequenas aberturas para permitir a passagem de animais. Dependendo da época do ano e da taxa de consumo de energia, apenas esse campo gera eletricidade suficiente para até cinco kibutz.

A iniciativa contou com apoio da multinacional alemã Siemens e do Fundo Nacional Judaico, grupo que até então investia apenas em outras maneiras de melhorar as áreas desérticas, como ações que visam a levar água e árvores à região.

O trabalho para transformar a energia solar em produto envolveu negociações com mais de duas dúzias de órgãos públicos, de agências locais até o Ministério da Agricultura, afirma Abramowitz, que deixou de morar no kibutz em 2009, mas ainda o visita regularmente. "Qualquer um que vence a burocracia governamental é um super-herói", disse Elaine Solowey, moradora do kibutz, explicando o apelido de Abramowitz - Capitão Sunshine.

O trabalho pioneiro da Arava Power Company inspira outras fazendas comunitárias a investir nessa novo negócio. No mês passado, autoridades israelenses emitiram licenças para nove campos de energia solar, incluindo um de 607 mil metros quadrados, que poderá gerar um terço da energia consumida em horário de pico na cidade vizinha de Eilat.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.