Amorim: ocupação de complexo no RJ é 'ação exemplar'

O ministro da Defesa, Celso Amorim, disse hoje, em discurso ao lado de comandantes militares e do governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral Filho, que a ocupação do Complexo do Alemão por forças de segurança é uma "ação exemplar" de cooperação entre os governos estadual e federal e entre as Forças Armadas e a polícia.

EQUIPE AE, Agência Estado

12 de agosto de 2011 | 15h57

Ele participou da passagem de comando da Força de Pacificação, na base instalada em uma antiga fábrica, na zona norte do Rio. Foi a primeira cerimônia pública de Amorim após a posse na Defesa. A troca de comando, que ocorre a cada três meses, foi a quarta desde o início da ocupação do Alemão, no fim de 2010, e a previsão é que o complexo de favelas receba no fim de outubro ou no início de novembro uma Unidade de Polícia Pacificadora (UPP).

Tudo o que sabemos sobre:
segurançaAmorimexército

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.