Anac: atendimento no DF não é afetado apesar de obras

O diretor-presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), Marcelo Guaranys, disse nesta quarta-feira que, apesar das obras no aeroporto de Brasília, tocadas pela concessionária Inframérica, o atendimento aos turistas que chegarem à capital federal para a abertura da Copa das Confederações não será afetado. "Esperamos um movimento de 45 mil pessoas por dia durante esta semana, um movimento menor que as 60 mil pessoas por dia que temos aqui no fim do ano", disse, após uma vistoria nas áreas de embarque e desembarque do aeroporto.

EDUARDO RODRIGUES, Agência Estado

12 de junho de 2013 | 16h32

Para 2014, o aeroporto da capital terá novas pontes para embarque e desembarque de passageiros dos aviões, aumentando a capacidade para receber turistas para a Copa do Mundo. No evento de 2014, Brasília receberá sete jogos, incluindo um jogo da seleção brasileira na primeira fase e a disputa pelo terceiro lugar. De acordo com Guaranys, as obras do aeroporto para 2014 estão em dia. "Todas as concessionárias estão tendo um acompanhamento mensal das obras. Quando uma ou outra etapa atrasa, são apresentados planos corretivos para o cronograma", afirmou.

A partir desta quinta-feira, 13, 220 servidores da Anac trabalharão em dez aeroportos diretamente ligados à Copa das Confederações, que são os que atendem as seis cidades que sediarão jogos do campeonato - Brasília, Belo Horizonte, Rio, Salvador, Recife e Fortaleza -, mais São Paulo. Guaranys não quis comentar outros assuntos, como a situação financeira das empresas aéreas.

Tudo o que sabemos sobre:
AnacaeroportoBrasília

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.