Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Anac define tetos de tarifas aeroportuárias de conexão

A Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) estabeleceu, nesta segunda-feira, 3, por meio de resolução, os tetos e as regras de aplicação e cobrança das tarifas de conexão aeroportuária, nacional e internacional. O documento explica que a tarifa de conexão, devida pelo proprietário ou explorador da aeronave, será cobrada em função do número de passageiros em conexão.

LUCI RIBEIRO, Agência Estado

03 de junho de 2013 | 07h53

Os tetos dessas, tanto para voos domésticos quanto internacionais, serão de R$ 7,00 para aeronaves que circulam em aeroportos de 1ª categoria; R$ 5,50 em aeroportos de 2ª categoria; R$ 4,50 em aeroportos de 3ª categoria; e R$ 3,00 em aeroportos de 4ª categoria. Os valores não se aplicam aos aeroportos públicos que estejam sob condições tarifárias específicas ou contrato de concessão.

Segundo a resolução, a tarifa de conexão é aplicável exclusivamente às aeronaves do Grupo I, ou seja, aquelas aeronaves registradas para as seguintes atividades: domésticas regulares, quando em cumprimento de horário de transporte (Hotran); internacionais regulares, quando em cumprimento de acordo bilateral e de Hotran, com pouso ou sobrevoo do território nacional; e não regulares, de carga ou de passageiros, de empresas brasileiras ou estrangeiras, em voos não previstos em Hotran.

"Os reajustes anuais ocorrerão na mesma data do reajuste das tarifas de embarque, pouso e permanência", diz o texto. As regras e valores entram em vigor dentro de 45 dias.

Tudo o que sabemos sobre:
Anactarifasconexão

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.