Análise genética revela mamutes loiros

Quer conhecer uma loira da pesada? É possível que os mamutes tivessem várias cores de pêlo, incluindo loiro e ruivo, indica uma nova pesquisa. Cientistas da Universidade de Leipzig, na Alemanha, extraíram DNA de um osso de mamute de 43.000 anos, preservado na Sibéria. Na edição desta sexta-feira da revista Science, eles informam ter encontrado, no material genético dos colossos pré-históricos, o gene Mc1r. Em seres humanos e outros mamíferos, esse gene codifica uma proteína que afeta a cor do cabelo. Atividade reduzida do gene gera cabelos ruivos em homens e vacas, e loiros em ratos, cavalos e cães, por exemplo. Portanto, é possível que os mamutes tivessem pêlos de diversas cores.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.