Andinho é condenado a mais 11 anos de prisão em SP

O seqüestrador Wanderson Nilton de Paula Lima, o Andinho, foi condenado, ontem, em Campinas, no interior de São Paulo, a mais 11 anos e 9 meses de reclusão por porte ilegal de arma e tentativa de homicídio contra dois policiais civis. Os crimes ocorreram em fevereiro de 2002. A pena do criminoso agora chega a 539 anos e 9 meses. Andinho já foi condenado por seqüestros e roubos. Ele está recolhido na Penitenciária 2 de Presidente Venceslau, no Oeste do Estado. As informações são do Jornal da Tarde

AE, Agencia Estado

30 de abril de 2008 | 08h30

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.