Annan diz que Síria precisa mostrar que quer a paz

O mediador internacional Kofi Annan disse nesta segunda-feira que ficou horrorizado com os assassinatos na cidade síria de Houla e cobrou do governo sírio decisões firmes para mostrar que o país está comprometido em alcançar uma solução pacífica para a crise.

REUTERS

28 Maio 2012 | 08h56

Falando rapidamente após chegar a Damasco, Annan disse que esperava ter "discussões sérias e francas" com o presidente Bashar al Assad. Os dois devem encontrar-se na terça-feira, de acordo com o Ministério de Relações Exteriores sírio.

(Reportagem de Dominic Evans)

Mais conteúdo sobre:
SIRIA ANNAN PEDIDO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.