Anvisa determina apreensão do medicamento Cialis falso

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) determinou hoje a apreensão da versão falsa do medicamento Cialis 20mg (Tadalina). A falsificação foi comunicada à Anvisa pela própria fabricante do produto, usado para disfunção erétil, a empresa Eli Lilly. A Resolução, que prevê o recolhimento do produto, foi publicada na edição de hoje do Diário Oficial da União. De acordo com a norma, os consumidores podem identificar os lotes adulterados por meio da data de fabricação, referente ao mês de abril de 2007.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.