Anvisa proibiu venda de lote de remédio contra câncer

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) proibiu o uso e a venda do lote B6038 do medicamento para tratamento de câncer, o Mabthera. O produto é falsificado. O medicamento original foi fabricado em 2008. O rótulo do remédio falsificado indica que o produto teria sido fabricado em 2010.

AE, Agência Estado

07 Março 2012 | 20h11

A suspeita da existência do remédio falsificado foi comunicada para a Anvisa pela própria fabricante, a Roche. Hoje, a Anvisa também determinou a interdição cautelar do lote 3CG11 do anticoncepcional Ciclofemme Drageas (Levonorgestrel 0,15mg+Etinilestradiol 0,03mg). Fabricado pela empresa Cifarma Científica Farmacêutica, apresentava irregularidades técnicas.

Mais conteúdo sobre:
saúde falsificação remédio

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.