Anvisa suspende comércio e uso de fitoterápico sem registro

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) vai suspender, em todo o País, a fabricação, distribuição, comércio e uso do medicamento Extrato Kutelak, fabricado pela empresa Laboratório Irmãos Kutelak Indústria e Comércio Ltda. Vendido com o nome de Elixir Kutelak, o produto é um fitoterápico e não possui registro na Agência. O laboratório, com sede em Ubatuba (SP), também não possui Autorização de Funcionamento.Na terça-feira, a Anvisa e a Vigilância Sanitária do município de Ubatuba interditaram a empresa. A polícia civil apreendeu, no local, três computadores e 35 frascos do medicamento. O proprietário foi preso em flagrante e será indiciado por crime contra a saúde pública, por vender medicamento sem registro.Com alta concentração de álcool, o Elixir Kutelak tem grande potencial tóxico e não passou por testes que comprovem a eficácia de seu princípio ativo. Há suspeita de que o uso prolongado do fitoterápico esteja associado ao desenvolvimento de cirrose hepática em alguns usuários. O produto também era vendido ilegalmente pela internet. A Anvisa alerta aos consumidores que ainda possuam frascos do medicamento a não fazerem uso do produto. Denúncias podem ser encaminhadas para as vigilâncias sanitárias estaduais e municipais ou para a Anvisa.

Agencia Estado,

28 de julho de 2006 | 18h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.