Ao menos 12 morrem em noite violenta na Grande SP

Crimes confirmados pela Secretaria de Segurança Pública foram registrados em São Bernardo, Guarulhos e em bairros da capital; número de mortes chega a 151

Gheisa Lessa, de O Estado de S.Paulo - atualizado às 17h24

11 de novembro de 2012 | 15h49

SÃO PAULO - Ao menos 12 pessoas morreram e nove ficaram feridas durante mais uma noite de violência na Grande São Paulo, entre sábado, 10, e domingo 11. Os crimes, confirmados pela Secretaria de Segurança Pública (SSP), ocorreram nas zonas sul e leste da capital, além da região do Grande ABC.

Um casal foi morto e outras duas pessoas foram baleadas na noite de sábado, no bairro Cooperativa, em São Bernardo do Campo, Grande ABC. De acordo com o Boletim de Ocorrência registrado no 3º DP da cidade, o caso começou com uma tentativa de homicídio na Rua Fukutaro Yida, por volta das 22h30. Moradores da região chamaram a Polícia Militar porque teriam ouvido barulhos de tiros.

De acordo com o registro da Polícia Civil, suspeitos em uma moto se aproximaram do carro de um rapaz de 24 anos. O jovem havia acabado de deixar a namorada na casa dela. Os criminosos atiraram contra ele - que ficou ferido - e, cerca de 100 metros adiante, dispararam contra outro carro que passava na rua, um Fusca. Um dos ocupantes do veículo também ficou ferido.

Depois dos disparos, os bandidos invadiram uma residência, ainda na Rua Fukutaro Yida, onde assassinaram, a tiros, um casal. A estudante Liliane Aparecida, de 17 anos, e Carlos Alexandre, de 26, que estava desempregado, não resistiram e morreram no local. Nada foi levado da residência, segundo o B.O. Os criminosos fugiram. Os dois homens baleados foram encaminhados ao PS Central de São Bernardo. O B.O. foi registrado pela delegada de plantão, Renata Muassab. Segundo agentes do 3ºDP, a casa já foi periciada, e a polícia investiga as motivações do crime.

Ainda na Grande São Paulo, outras três pessoas morreram em Guarulhos e uma quarta vítima ficou ferida entre a tarde e a noite de sábado. De acordo com o 1º Distrito Policial de Guarulhos, um homem morreu e outro ficou ferido na Rua Claudino Barbosa, no bairro Macedo, na noite de sábado. Waldeir Soares dos Santos, de 28 anos, estava na frente de casa quando dois carros, um preto e um prata, se aproximaram e os ocupantes dos veículos atiraram várias vezes. Santos foi atingido por cerca de seis disparos e morreu. Um homem de 57 anos que estava com o rapaz foi baleado por um tiro. Ferido, o senhor foi socorrido ao Hospital Municipal de Guarulhos.

Por volta das 17h de sábado, Lucas André Pessoa de Souza, de 22 anos, lavava o carro na Rua Barra Mendes, no bairro Lavras, quando quatro suspeitos saíram de dentro de um Chevrolet Celta e atiraram contra ele. Ferido, o jovem correu para dentro de casa, mas foi perseguido e alvejado mais vezes. Souza não resistiu e morreu no local. A mãe da vítima, a comerciante Maria Fátima Pessoa de Souza, de 44 anos, estava na casa e também foi baleada. Ela chegou a ser socorrida, mas não sobreviveu. O caso foi registrado no 7ºDP.

Na cidade de Itapevi, Gilmar Correa Pilar, de 33 anos, foi encontrado morto dentro de seu carro por moradores da rua. O corpo estava atingido por vários disparos.

Rodovia Anhanguera. Um homem foi morto a tiros no km 25 da Rodovia Anhanguera, na região do bairro Jaraguá por volta das 22h de sábado. De acordo com a Polícia Militar, um rapaz estava em uma moto, quando dois criminosos, em outra moto, se aproximaram e anunciaram roubo. A vítima tentou sair da rodovia, afirmou a PM, e a dupla atirou. Os bandidos fugiram sem levar nada do rapaz - que não resistiu aos ferimentos e morreu no local. A PM não soube dizer para qual delegacia o caso foi levado.

Penha e São Mateus. Um homem morreu e outros dois ficaram feridos após serem baleados na Rua Edimburgo, na Penha, zona leste de São Paulo, por volta das 24h do sábado. De acordo com depoimento - prestado no 10ºDP da Penha - do proprietário de um bar, as três vítimas estavam no estabelecimento quando dois suspeitos com blusas e capuzes desceram de um Ford Fiesta cinza e dispararam em direção ao vendedor Milton de Oliveira, de 24 anos. Outros dois homens foram atingidos. Os suspeitos fugiram e Oliveira não resistiu aos ferimentos e morreu. As outras duas vítimas, de acordo com o a Polícia Civil, foram levadas a hospitais da Vila Maria e da Vila Nhocuné.

Em São Mateus, um suspeito morreu depois de uma troca de tiros com policiais militares na Avenida Ragueb Chohfi, na madrugada deste domingo. De acordo com a Polícia Civil, dois policiais militares, que estavam de folga, avistaram dois suspeitos tentando roubar uma mulher na Avenida Sapopemba. Ao notar a aproximação dos agentes, os assaltantes teriam tomado o carro da mulher. Os policiais iniciaram perseguição até a Ragueb Chohfi, onde houve o tiroteio. Um dos bandidos fugiu a pé e o outro foi baleado e morreu no Hospital São Mateus. O caso foi registrado no 49º Distrito Policial.

Campo Limpo e Paralheiros. Um homem morreu e outros dois foram baleados às 22h de sábado na região do Parque Regina, na zona sul. Os moradores do bairro contaram à polícia que diversas pessoas estavam atirando nas ruas da região. De acordo com a Secretaria de Segurança Pública, policiais militares chegaram a tentar prender um trio armado, mas não conseguiu deter o grupo.

Mais tarde, os policiais encontraram um veículo na Rua Antônio de Moraes, onde havia um rapaz, ainda não identificado pela polícia, baleado na cabeça. Ele chegou a ser levado ao Pronto Socorro do Campo Limpo, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Na unidade de saúde, os agentes militares apuraram que outras duas pessoas, um comerciante de 60 anos e um adolescente de 14 anos, deram entrada no local com ferimentos de arma de fogo. Um deles foi medicado e liberado e o outro está internado, mas não corre riscos.

Em Parelheiros, também na zona sul, um agricultor de 35 anos foi assassinado a tiros dentro de sua propriedade, sítio Palmital, na Estrada da Ponte Alta, em Marsilac, zona rural do bairro, por volta das 19h de sábado. Felício Alves Pires chegou a ser socorrido pelo irmão, mas não resistiu. Segundo o irmão do agricultor, Pires não tinha inimigos e nunca foi ameaçado de morte. A investigação será conduzida pelo 25ºDP (Parelheiros).

Vila Mazzei e Freguesia do Ó. Dois adolescentes, de 16 e 17 anos, foram baleados na perna na Rua Gurupatuba, na Vila Mazzei, na zona norte da capital por volta da 1h deste domingo. Os meninos, acompanhados de um amigo de 15 anos, iam a pé para uma festa na região. De acordo com depoimento das vítimas, um carro preto se aproximou deles e um dos ocupantes do carro falou para o trio correr sem olhar para trás. O homem atirou e fugiu ainda dentro do veículo.

Os adolescentes não souberam informar à polícia a fisionomia do atirador e a placa do carro. As vítimas também disseram desconhecer motivações para o crime. O caso foi registrado no 73º Distrito Policial como tentativa de homicídio.

Na Freguesia do Ó, também na zona norte, um homem foi assassinado na rua Parapuã, mas não há detalhes do caso.

Tudo o que sabemos sobre:
mortosviolênciaSão Paulo

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.