Apagão em Manaus foi causado por proteção elétrica

O apagão ocorrido na noite de sexta-feira, 12, nas cidades de Manaus, Iranduba e Manacapuru, todas no Estado do Amazonas, foi causado pelos sistemas de proteção elétrica, que desligam automaticamente a rede de energia ao detectar anormalidades.

CIRCE BONATELLI, Agência Estado

13 de julho de 2013 | 16h49

A concessionária Eletrobras Amazonas Energia explicou em nota que às 22h28 de sexta houve desligamento do circuito 2 da Linha de Transmissão de Balbina - Manaus, em decorrência da atuação de proteções elétricas na Subestação Manaus, localizada no bairro do Coroado. Às 22h32, houve desligamento de parte da Subestação Manaus e da linha de transmissão de Lechuga - Manaus, também pelas proteções elétricas.

"Essas ocorrências provocaram instabilidade e o desligamento das usinas geradoras e, consequentemente, o desligamento das cidades", afirmou a empresa.

Às 23h17, após avaliação por parte dos operadores e técnicos da Eletrobras Amazonas Energia, foi dado início ao restabelecimento gradativo do Sistema Elétrico de Manaus.

Até a 0h10 deste sábado, 13, havia sido restabelecido 80% da energia da cidade de Manaus e, por volta de 0h40, praticamente toda a energia da capital havia voltado ao normal. À 1h03, teve início o restabelecimento do município de Iranduba e, à 1h04, de Manacapuru.

A Eletrobras Amazonas Energia informou que pelo fato de Manaus estar operando, em caráter experimental, conectada ao Sistema Interligado Nacional, o Operador Nacional do Sistema (ONS) deverá convocar nos próximos dias todos os agentes, geradores de energia, operadores das linhas de transmissão e especialistas, para uma reunião específica que tratará da elaboração de um relatório conclusivo sobre o referido desligamento.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.