Apas mantém previsão anual de vendas apesar de juro menor

A Associação Paulista de Supermercados (Apas) manteve a previsão de crescimento de 4,5 por cento para as vendas do setor no Estado de São Paulo em 2012, apesar do cenário de redução de juros.

REUTERS

07 de maio de 2012 | 14h20

"Vemos que há disposição política do governo para reduzir juros, mas precisa (solucionar) questões técnicas", afirmou o presidente da entidade, João Galassi, em coletiva de imprensa nesta segunda-feira, citando o cadastro positivo e as despesas públicas como pontos de atenção do governo.

O diretor de economia e pesquisa da Apas, Martinho Paiva Moreira, afirmou que toda redução nas taxas de juros é bem vista pelo setor, mas classificou as medidas tomadas este ano como "artificiais".

"Toda e qualquer diminuição na taxa de juros é bem-vinda (para o setor supermercadista). Mas a gente tem visto que essa diminuição é um tanto quanto artificial. Não acreditamos que isso vai impactar de forma consistente na demanda", disse.

Este ano, além da redução da taxa Selic, a ofensiva do governo para forçar a queda dos spreads bancários fez com que bancos públicos como Caixa Econômica Federal e Banco do Brasil reduzissem suas taxas, o que levou instituições privadas a seguirem o mesmo caminho.

Já o presidente da Associação Brasileira de Supermercados (Abras), Sussumu Honda, considerou que as medidas colocaram em debate a necessidade de redução dos juros no Brasil.

"Nenhum país vai conseguir crescer com a taxa de juros que o Brasil tem. É preciso que o Brasil entre em um patamar de juros condizente com o crescimento", criticou.

A previsão da Abras para crescimento do faturamento do setor este ano, em todo o país, é um pouco inferior à estimativa da Apas, de aumento entre 3,5 e 4 por cento.

(Por Roberta Vilas Boas)

Tudo o que sabemos sobre:
CONSUMOAPASPREVISAO*

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.