Apenas 1 medida contra lentidão entrou em vigor em SP

As obras para melhorar o trânsito em São Paulo deveriam começar ontem em quatro pontos da cidade - na Avenida Teotônio Villela, nos Terminais Varginha e Bandeira e no encontro das Avenidas Ipiranga e Consolação -, mas nenhuma mudança foi vista nas ruas. Ocorreu apenas a instalação definitiva do corredor de ônibus da Rua Clélia, na Lapa, zona oeste, que já estava em teste desde o fim de 2007. ?Evidentemente no primeiro dia não começa a obra. Há pequenos projetos e constituição de equipes. Você tem uma demanda inicial para que se possa preparar o início, mas foi dada a definição na semana passada?, justificou o prefeito Gilberto Kassab. Na quarta-feira, a Prefeitura divulgou um pacote de medidas para o setor, que incluía a restrição de estacionamento em 17 ruas da cidade - que só deve começar a funcionar em 15 dias -, a divulgação de 175 rotas alternativas e 19 obras em corredores de ônibus. Segundo a Secretaria Municipal de Transportes , a obra se inicia no momento em que se dá a ordem de serviço - no caso, na semana passada. A empresa contratada, de acordo com a Prefeitura, deve fazer o planejamento necessário antes de partir para o canteiro de obras. Por isso, ainda não haveria movimentação nas ruas. A secretaria informou ainda que o tempo de viagem na Rua Clélia caiu de 40 a 45 minutos para 6 a 8 minutos com a instalação de um corredor de ônibus. Das 6 às 11 e das 16 às 20 horas, uma das faixas do lado esquerdo da Clélia, entre a Praça Cornélia e a Avenida Pompéia, ficou exclusiva para ônibus. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.

AE, Agencia Estado

25 de março de 2008 | 08h02

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.