Aperto monetário do FED aumenta volatilidade na economia brasileira, diz Tombini

O Brasil espera ver uma maior volatilidade em sua economia quando os Estados Unidos começarem a aumentar as taxas de juros, disse o presidente do Banco Central brasileiro, Alexandre Tombini, neste sábado.

REUTERS

11 de outubro de 2014 | 17h45

O Brasil vem se preparando para o movimento do FED por acumular reservas monetárias e manter uma moeda flutuante, disse Tombini em reunião do Fundo Monetário Internacional e do Banco Mundial, em Washington.

(Por Marina Lopes)

Mais conteúdo sobre:
TOMBINIFEDVOLATILIDADE*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.