Após apagões, Procon pede intervenção na Eletropaulo

A Fundação Procon-SP encaminhou na última sexta-feira, dia 10, ofício à Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) solicitando a intervenção administrativa na AES Eletropaulo para que a concessionária restabeleça a regularidade e o bom funcionamento de seus serviços. O pedido foi feito em decorrência dos problemas relacionados ao fornecimento de energia elétrica que os consumidores enfrentam desde 2009.

PRISCILA TRINDADE, Agência Estado

13 Junho 2011 | 13h22

A AES Eletropaulo distribui energia elétrica para 6,1 milhões de unidades consumidoras em 24 cidades paulistas. No documento, o Procon-SP pede a decretação de intervenção administrativa. A medida, prevista em lei para casos de inadequação na prestação do serviço, consiste na substituição da diretoria da concessionária por um interventor indicado pela agência. Ele terá a função de adotar as providências necessárias para garantir a qualidade da prestação dos serviços.

Somente neste ano os cidadãos enfrentaram dois apagões, um ocorrido na última terça-feira, dia 7, e o outro em fevereiro. Nas duas ocasiões, muitos consumidores ficaram sem energia por mais de 24 horas. Nos dois últimos anos, a Eletropaulo ficou entre as empresas mais reclamadas no Procon-SP. Em 2010, a companhia ficou em 6º lugar e, em 2009, em 3º lugar.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.