Após esperar 5 dias por UTI, mulher de 103 morre na BA

Depois de passar cinco dias esperando ser transferida para leito na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), uma aposentada de 103 anos morreu na madrugada de hoje no Hospital Octávio Mangabeira, em Salvador. Anália Rodrigues de Jesus aguardou pelo tratamento adequado em uma maca colocada no canto da sala de reanimação de pacientes.

TIAGO DÉCIMO, Agencia Estado

18 Junho 2009 | 15h25

Ela teve uma crise respiratória na quinta-feira passada, na casa da filha, em Presidente Tancredo Neves, a 251 quilômetros de Salvador, onde morava havia oito anos. Foi levada pelo Samu ao Posto de Saúde Doutor Rodrigo Argolo, na cidade. A transferência para o hospital, referência no tratamento de doenças respiratórias no Estado, foi realizada na terça-feira.

Segundo a Secretaria de Saúde da Bahia, a demora na transferência foi causada pela falta de vagas disponíveis nos leitos da capital. Anália estava com pneumonia e morreu por causa de uma embolia pulmonar.

Mais conteúdo sobre:
saúdemorteBAidosaUTI

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.