Após fechar durante o dia, Santos Dumont reabre

O temporal que atinge vários municípios do Estado do Rio desde sábado deixou cerca de 50 pessoas desabrigadas e 30 desalojadas em Cabo Frio, na Região dos Lagos, provocou alagamentos e pequenos deslizamentos de terra e obrigou o Aeroporto Santos Dumont, no centro do Rio, a permanecer fechado durante quase todo o dia de hoje. O aeroporto, responsável pela maioria dos vôos da ponte aérea Rio-São Paulo, não registrou pousos e decolagens até 17h25.Estima-se que neste período cerca de 5 mil pessoas tenham deixado de embarcar. Segundo a Empresa Brasileira de Infra-Estrutura Aeroportuária (Infraero), durante todo o dia 47 decolagens e 34 pousos foram cancelados, e 22 vôos foram desviados para o Aeroporto Internacional Tom Jobim, na Ilha do Governador, que funcionou por instrumentos.A Defesa Civil informou que vários pontos da cidade ficaram alagados. Houve desabamento parcial de uma casa na Saúde, no centro do Rio, e de outra em Piedade, na zona norte. Não houve feridos em nenhum dos dois casos. No Alto Leblon, na zona sul, houve uma deslizamento de barreira, também sem vítimas ou prejuízos.Em Cabo Frio a situação foi mais grave. A ventania de mais de 120 km/h e a chuva de granizo no sábado deixaram 17 casas completamente destruídas e 100 outras parcialmente afetadas. O abastecimento de água e energia no bairro Jardim Dourado 3 foi suspenso e só retornou no fim da tarde de hoje. A prefeitura alojou parte dos desabrigados em escolas da cidade. Outros foram para a casa de parentes. Eles receberam cestas básicas, remédios e roupas. Em Teresópolis, na Região Serrana, vários bairros também ficaram sem luz e houve alagamentos.De acordo com o Instituto de Meteorologia (Inmet), a chuva deve continuar pelo menos até quinta-feira em todo o Estado. É possível que a temperatura caia a partir de hoje com a mínima estimada em 14ºC na região Serrana. A máxima pode chegar a 26ºC.

TALITA FIGUEIREDO, Agencia Estado

05 de novembro de 2007 | 19h06

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.