Informação para você ler, ouvir, assistir, dialogar e compartilhar!
Tenha acesso ilimitado
por R$0,30/dia!
(no plano anual de R$ 99,90)
R$ 0,30/DIA ASSINAR
No plano anual de R$ 99,90

Após protestos, prefeito de Itapetininga revoga aumento na conta de luz

Manifestações se espalham em diversas cidades do interior de São Paulo

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

19 de junho de 2013 | 14h38

Depois de protestos que pararam parcialmente a cidade nas noites de segunda, 17, e terça-feira, 18, o prefeito de Itapetininga, Luis Di Fiori (PSDB), decidiu revogar um decreto que implicava em aumento nas contas de energia da população. O decreto reajustou em 50% a Contribuição de Iluminação Pública (CIP) que é repassada para a conta dos contribuintes. Nos dois dias, cerca de 500 pessoas ocuparam o prédio da Câmara e saíram às ruas com faixas e cartazes.

A revogação será publicada no Diário Oficial do Município nesta sexta-feira, 21. A prefeitura vai realizar audiências públicas para decidir sobre o repasse da CIP.

Vandalismo. Manifestantes depredaram o prédio da prefeitura de Marília, no centro-oeste do Estado, durante protesto contra mudanças no transporte coletivo da cidade, no final da noite de terça-feira. Um grupo quebrou os vidros e invadiu o prédio, que já estava fechado. Mesas, cadeiras e equipamentos foram danificados. A Tropa de choque da Polícia Militar interveio e usou bombas de efeito moral para conter os manifestantes. Uma estudante de 22 anos foi presa com maconha no interior do prédio. A Cavalaria também foi mobilizada para dispersar o grupo.

Em nota, nesta quarta-feira, 19, a prefeitura repudiou o vandalismo e disse que tomará providências contra os responsáveis. Também informou que espera um desfecho rápido na crise causada por empresas que disputam o serviço de ônibus. Em Itapeva, sudoeste paulista, 150 pessoas saíram às ruas com faixas e cartazes na noite de terça-feira para pedir asfalto nos bairros e melhorias nos serviços públicos de saúde, educação e transporte coletivo. A Polícia Militar acompanhou a manifestação e não houve incidentes.

Mais protestos. Às 20 horas desta quarta, em Avaré, estudantes e moradores promovem manifestação no Largo de São Benedito, região central, para cobrar moralidade na política. São esperados pelo menos mil manifestantes.

Em Sorocaba, mais um protesto contra o aumento na tarifa de ônibus, de R$ 2,95 para R$ 3,15, está marcado para esta quinta-feira, 20, a partir das 17 horas, no Largo do Canhão, centro da cidade. Pelo menos dez mil pessoas já confirmaram participação em convocações feitas na rede social Facebook.

Tudo o que sabemos sobre:
protestosSP

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.