Após reclamações, Anatel suspende venda do Speedy

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) determinou que a Telefônica suspenda a comercialização do serviço de banda larga Speedy que atende o Estado de São Paulo. A decisão foi tomada em razão das inúmeras reclamações de falhas na prestação do serviço de acesso à internet em alta velocidade. A suspensão é temporária e vai vigorar até que a empresa declare que foram implementadas medidas que assegurem a efetiva regularização do serviço.

GERUSA MARQUES, Agencia Estado

22 Junho 2009 | 10h34

A Telefônica tem prazo de 30 dias para apresentar um plano de prestação de serviço e, em caso de descumprimento, terá de pagar uma multa de R$ 15 milhões e um adicional de R$ 1 mil para cada acesso do serviço comercializado. A decisão foi publicada hoje no Diário Oficial da União (D.O.U.).

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.