Após título mundial da F1, Hamilton deixa comemoração para depois

Graham Hill sem dúvida teria feito tudo diferente. Enquanto James Hunt teria passado a noite em claro, provavelmente com duas garrafas em suas mãos, Lewis Hamilton celebrou seu segundo título mundial de Fórmula 1 nesta segunda-feira com novos olhos e com saltitante. 

ALAN BALDWIN, REUTERS

24 Novembro 2014 | 11h01

Um copo de suco de melancia, alguns goles de “algum conhaque qualquer”, foi suficiente para a comemoração do primeiro piloto britânico a ganhar mais de um campeonato desde Jackie Stewart.

Apenas um entre quatro britânicos, incluindo o falecido Hill, venceram o título duas vezes, e Hamilton disse que sua conquista ainda precisava ser assimilada. 

“Eu me sinto renovado, só bebi um drink na noite passada, o que é mais do que o suficiente para mim”, disse o piloto da Mercedes em uma coletiva de imprensa. 

“Eu não bebo champanhe. Eu bebi suco de melancia no jantar, meu favorito. E quandto eu fui para a festa tinha algum conhaque qualquer… mas não tinha um gosto bom. Então dei alguns goles e parou nisso. Tinha que acordar cedo", disse.

“É definitivamente um sentimento incrível acordar renovado nesta manhã e com todas as pessoas diferentes que se envolveram em minha carreira nesses 21 anos”, disse ele, entusiasmado. “O sol está brilhando e me sinto realmente abençoado."

Seu telefone celular tocara alucinadamente, com mensagens de texto e emails, e ele prometeu responder a todos. 

O primeiro campeão de uma equipe da Mercedes desde o argentino Juan Manuel Fangio e 1955, Hamilton disse ter passado a noite com a família, relembrando sua jornada. 

Mais conteúdo sobre:
F1 HAMILTON COLETIVA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.