Após três mortes, governo australiano tenta capturar ou matar tubarão-branco

Três pessoas já foram mortas por ataques de tubarão-branco na Austrália Ocidental.

BBC Brasil, BBC

24 de outubro de 2011 | 15h16

As autoridades do Estado da Austrália Ocidental iniciaram uma caçada a um tubarão branco que matou um mergulhador americano.

George Wainwright, de 32 anos, estava mergulhando na ilha Rottnest, nas proximidades de Perth, quando foi morto.

O ataque ocorreu a apenas 500 metros da praia e durou poucos segundos.

O mergulhador foi a terceira pessoa a ser morta por um tubarão na costa australiana nas últimas semanas.

As autoridades do setor de pesca divulgaram a ordem para capturar ou matar o tubarão branco e colocaram iscas na região. Acredita-se que o tubarão tenha três metros.

O premiê do estado onde aconteceu o ataque, Colin Barnett, divulgou a ordem e disse que seu governo está analisando a possibilidade de aumentar as patrulhas aéreas nas praias.

O tubarão branco é uma espécie ameaçada e ambientalistas dizem que a reação do governo é um exagero. Principalmente porque é impossível dizer qual tubarão atacou o mergulhador.

No entanto, depois de três mortes em dois meses, quase o triplo da média anual para todo o país, a opinião na região dos ataque é que a segurança pública deve ficar acima da preservação. BBC Brasil - Todos os direitos reservados. É proibido todo tipo de reprodução sem autorização por escrito da BBC.

Tudo o que sabemos sobre:
vídeoaustráliatubarãoataque

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.