Após visitar Lula, Dilma diz que ex-presidente está 'muito bem'

A presidente Dilma Rousseff visitou nesta segunda-feira seu antecessor Luiz Inácio Lula da Silva em um hospital na região central de São Paulo e disse que encontrou o ex-presidente "muito bem" e "muito disposto". Lula iniciou nesta segunda o tratamento para combater um câncer na laringe.

REUTERS

31 de outubro de 2011 | 20h32

"Eu estive visitando o presidente Lula e saio muito contente, porque achei ele muito bem, muito disposto, com aquela imensa energia que o presidente Lula tem", disse Dilma a jornalistas no Hospital Sírio-Libanês.

"Então eu saio daqui certa que, em janeiro, nós veremos o presidente Lula desfilando na Gaviões da Fiel", brincou a presidente, numa referência à escola de samba da torcida do Corinthians, time de Lula, que homenageará o ex-presidente no Carnaval do ano que vem.

A presidente, que antes de se eleger também fez tratamento para um câncer linfático, disse ter dado poucas dicas ao seu antecessor e padrinho político sobre como combater a doença. De acordo com ela, Lula estava mais interessado em discutir outros temas.

"A gente conversou sobre muita coisa, quero dizer que com ele a gente não conversa só sobre isso (doença)", disse Dilma. "O presidente Lula estava bem mais interessado em discutir o G20, por exemplo. Estava bem mais interessado em discutir como está o desempenho dos países da zona do euro, como é que a crise está ocorrendo, como é que é a forma de superação."

Dilma viaja nesta semana para uma reunião entre os líderes das principais economias do mundo, que forma o G20, em Cannes, na França.

Lula teve diagnosticado o câncer no sábado, depois de se queixar de uma forte dor de garganta que o incomodava na semana passada.

De acordo com a equipe médica que cuida do ex-presidente, o tumor detectado na laringe de Lula é de agressividade média e as chances de cura são "muito boas".

(Reportagem de José de Castro)

Mais conteúdo sobre:
POLITICADILMALULA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.