Apple tenta afastar temores sobre privacidade com foco em segurança

A Apple está fazendo grandes esforços para acalmar os temores dos usuários depois do escândalo de vazamento de fotos de celebridades.

REUTERS

18 Setembro 2014 | 10h04

O presidente-executivo da Apple, Tim Cook, forneceu detalhes de como a empresa lida com informações pessoais dos usuários e buscou tranquilizá-los sobre o compromisso da companhia com a privacidade em uma carta publicada no site da empresa.

"Nós não construímos um perfil com base em seu conteúdo de e-mail ou hábitos de navegação na web para vender aos anunciantes. Nós não 'rentabilizamos' as informações armazenadas no seu iPhone ou no iCloud. E nós não lemos seu e-mail ou suas mensagens para obter informações e fazer marketing para você", escreveu Cook na carta.

A Apple nunca trabalhou com qualquer órgão do governo para dar acesso aos seus produtos, serviços e servidores e nunca fará isso no futuro, acrescentou Cook.

Após o vazamento de fotos picantes de celebridades, especialistas de segurança cibernética e desenvolvedores móveis alertaram para inadequações da Apple e, de forma geral, para a segurança de serviços de nuvem.

(Reportagem de Arnab Sen em Bangalore)

Mais conteúdo sobre:
TECHAPPLESEGURANCA*

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.