Apreendidas 11 toneladas de palmito em Pará e Amapá

A Operação Arrastão teve como objetivo combater o desmatamento e a exploração florestal ilegal

SOLANGE SPIGLIATTI, Agencia Estado

15 Julho 2008 | 13h43

O Instituto Brasileiro de Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis (Ibama) apreendeu durante a Operação Arrastão, realizada de 1 a 10 de julho, cerca de onze toneladas de palmito em ilhas do Arquipélago do Bailique, no Amapá, Ilha de Caviana e nos municípios de Afuá e Anajás, no Pará. A ação teve como objetivo combater o desmatamento e a exploração florestal ilegal, o tráfico de animais silvestres e averiguar a existência de fabriquetas de palmito irregulares na região.Foram vistoriados empreendimentos madeireiros e palmiteiras, sendo apreendidos 11,2 toneladas de palmito industrializado sem comprovação de origem e aplicados R$ 1,3 milhão de reais em multas aos responsáveis por depósito de produtos sem origem legal e funcionamento sem licença de operação. A equipe emitiu ainda notificações aos responsáveis legais pelos empreendimentos vistoriados, que deverão comparecer ao Ibama para prestar esclarecimentos.

Mais conteúdo sobre:
meio ambienteIbamapalmito

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.