Apreendido adolescente suspeito de matar turista suíço

A Polícia Civil de Ribeirão Branco, a 310 km de São Paulo, apreendeu nesta terça-feira um adolescente de 15 anos suspeito de participar do assalto que resultou na morte do turista suíço Max Kempf, domingo (15), na zona rural do município. O menor seria um dos três assaltantes que invadiram a propriedade para roubar. Kempf havia chegado no dia anterior para visitar um primo, dono da propriedade, e foi acordado pelos bandidos.

JOSÉ MARIA TOMAZELA, Agência Estado

27 de novembro de 2012 | 18h21

Como não falava português, ele não atendeu a ordem para que se deitasse e foi baleado. O suíço morreu na hora. O bando fugiu com celulares, câmera fotográfica, tablet, notebook e dinheiro. O menor, que teria confessado a participação, foi levado para a cadeia pública de Itararé onde aguardará a liberação de vaga na Fundação Casa.

Os outros dois envolvidos no caso teriam sido identificados e estão sendo procurados. Por decisão da família, o corpo de Kempf foi sepultado em Ribeirão Branco.

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.